sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Agora é com a gente, nação!

O dia de hoje foi, para muitos flamenguistas, um dia triste e difícil de ser explicado. Para mim, um sentimento muito próximo ao luto.
Ontem à noite, pelo twitter, li que havia a boatos de que Zico poderia sair. Sinceramente, não levei muito em conta, afinal, boatos são apenas boatos. Ainda para quem acompanha meu twitter (@mel_mn) viu o que escrevi a respeito: "Se Zico não 'concertar' o Fla, ninguém concerta...”.
Hoje na hora do almoço, recebi a notícia pelo meu pai. Zico caiu. E sinceramente, meu chão também. É difícil descrever a sensação de ver o maior ídolo da história do Clube de Regatas do Flamengo ser vencido por pessoas mal intencionadas, "ex-torcedores" (se é que já foram um dia) literalmente sugando o meu Flamengo de forma tão covarde e atacando o Galinho de uma maneira que só tolos (desculpem) acreditariam. Zico sempre foi um exemplo dentro e fora dos gramados e é no mínimo um absurdo pensar que certas acusações possam ser verdadeiras.
Confesso que, de tão grandes os absurdos, preferi não ler muito a respeito, até ontem, quando li o site oficial de nosso ídolo, ziconarede.com, e fiquei chocada com o tamanho da cara de pau de "certa pessoa" (a qual não vale a pena referir o nome) em fazer acusações tão sem cabimento.
Estou realmente muito decepcionada. E a Patrícia? De que lado está nessa história toda? Por que não toma nenhuma atitude?

Rubro-negros, não podemos nos omitir em frente a tantos absurdos. A queda de Zico foi apenas consequência de uma corja que não merecem estar no CRF (sempre estive ciente dos problemas do Flamengo, porém, me espantou saber suas reais dimensões, as quais já imaginava serem enormes, porém não tão grandes do que realmente são). 
Hoje me orgulhei muito de fazer parte dessa maravilhosa nação que provou nunca abandonar nosso tão amado Mengão. Porém, não é com um protesto que conseguiremos expulsar toda a "quadrilha" da Gávea. Somos uma nação e por isso temos que travar quantas batalhas for necessário, afinal, uma guerra não é constituída de apenas uma batalha. Vamos à luta NAÇÃO! Desistir, jamais! Precisamos dar um fim a essa vergonha que está acontecendo no CRF!



Um abraço, SRN! 

Ps.: Desculpem se fui incoerente ou exagerada, hoje me permiti falar APENAS como uma torcedora FLANATICA e preocupada com o mais querido, espero a compreensão de todos...

3 comentários:

  1. A saída do Zico só mostra como essa cultura de politicagem nojenta impera nos clubes, sobretudo aqui no Rio de Janeiro.

    Ele errou sim como dirigente, mas me diz aí qual deles até hoje não errou?

    Quem fica órfã é a Nação rubro-negra, que perdeu um ídolo e também a esperança de dias melhores na Gávea.

    Depois de algum tempo, retomei as atividades do blog Rio Futebol e também escrevi sobre o Zico.

    Passe lá para dar uma força, se puder!

    Grande abraço,

    Leonardo Resende
    http://riofutebol.blogspot.com
    adm.riofutebol@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Mel, meu chão tb caiu cmo disse nos posts de ontem e de hoje. Soube da notícia ontem ao acordar. Fiquei de luto e nem utilizei meu twitter flamenguista (@igrejaflamengo). Sim, é preciso fazer algo. Não sei cde que maneira. Acho muito difícil. Mas, precisamos fazer com que os ideais representados pelo Zico continuem vivos. Precisamos lutar por um Flamengo organizado, estruturado, decente, gigante tal qual nosso amor. FLAmém!

    ResponderExcluir
  3. Mel, imagino como serão as coisas daqui pra frente com a saída do Zico. Agora é a hora dos rubro-negros se unirem em favor do clube. Protesto saudável é a melhor forma de reinvidicar.

    Abraços!

    ResponderExcluir